Google Website Translator Gadget

Projeto Teatro-novela

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Comédia Capixaba - "Minha Sogra é de Matar"

A circulação deste espetáculo se tornou possível graças ao Patrocínio da Lei Chico Prego, da Prefeitura Municipal da Serra e ao Apoio Master da ArcelorMittal.

O texto, uma comédia escrita e dirigida por Wilson Nunes, aborda com muito humor as situações de uma relação conjugal não muito convencional.

ATT00002Um casal “diferente”. Uma casa “normal”. Uma empregada interativa. Um cubano esperto e a visita inesperada de uma sogra muito estranha. Assim pode ser definida o enredo da trama do espetáculo MINHA SOGRA É DE MATAR.

Imaginando que o filho está casado nos moldes tradicionais, Dona Darci, a sogra rica, autoritária, de família tradicional e bastante conservadora que mora no interior resolve, inesperadamente, deixar a fazenda e ir à cidade conhecer a sua nora, que na verdade, não existe.
A confusão está armada. Daí por diante o casal terá que agir rápido para por em prática um plano audaz, com a ajuda de sua empregada e criar uma farsa para enganar a velha. Para complicar ainda mais a trama, surge em cena um cubano muito esperto, prometendo resolver a situação.

Só que nem sempre as coisas saem como planejadas e o tiro acaba saindo pela culatra, com as situações inesperadas que acontecem, durante a indesejada visita da Sogra.
“Uma comédia deliciosa, leve e com um final surpreendente”. Assim Wilson Nunes, o autor, diretor e também um dos atores da montagem, resume o seu trabalho.

O espetáculo segue a linha dos trabalhos anteriores da bem sucedida parceria de Wilson Nunes com Edilson Pedrini que, juntos, levaram aos palcos os bem sucedidos espetáculos "Por Favor, Matem Minha Empregada" em trilogia, "Por favor, Matem Meu Patrão" e ainda, “Luz, Câmera, Cleópatra em Ação”.

ATT00001O texto de MINHA SOGRA É DE MATAR foi escrito por Wilson Nunes em 1991. Anteriormente a peça se chamava MINHA SOGRA 44. A primeira montagem aconteceu pela primeira vez em uma boate em Vitória, tendo alcançado enorme êxito. Em 1998, com recursos da Lei Rubem Braga, foi montada pela segunda vez. Em 2007/2008 com novo elenco foi mais uma vez levada aos palcos. Atendendo a muitos pedidos e, agora, com Patrocínio da Lei Chico Prego, da Prefeitura Municipal da Serra, o espetáculo volta a circular em sua quarta montagem -  e faz uma nova estréia com novo elenco, texto atualizado, além de novos cenários e figurinos.

Wilson Nunes, com um curriculum invejável, em seus 33 anos dedicados ao teatro, assina a participação em dezenas de outros trabalhos como autor, ator e diretor. Romeu e Julieta, No Tempo do Vinil – as duas versões, Por Favor, Matem Minha Empregada 1, 2 e 3, Por Favor, Matem Meu Patrão, Luz Câmera, Cleópatra em Ação, são apenas alguns dos muitos trabalhos assinados por ele.

MINHA SOGRA É DE MATAR!!! é a opção certa de diversão para quem quiser dar boas gargalhadas. Uma comédia que promete fazer o público relaxar e refletir sobre os preconceitos e conceitos que se instalaram em nossa sociedade.

FICHA TÉCNICA:

TÍTULO: MINHA SOGRA É DE MATAR!

GÊNERO: COMÉDIA

AUTOR E DIRETOR : Wilson Nunes

ELENCO: Baltazar Bittencourt, Beatriz Fialho, Edilson Pedrini, Ricardo Werneck e Wilson Nunes

SERVIÇO:

Dia 08/11 (sábado)
Local:  Câmara Municipal de Aracruz

Endereço: Rua Professor Lobo, 550, Centro, Aracruz - ES
Horário: 19 h

Ingressos: Apresentação BENEFICENTE - ENTRADA FRANCA - mediante apresentação do Convite e doação de 2kg de alimento não perecível (exceto sal e farinha). Informações para aquisição de Convites:  99291 5018 / Wenceslau

Arrecadação em prol da APAE e vítimas das chuvas recentes do município de Aracruz

ENTREVISTAS E MAIORES INFORMAÇÕES:

Edilson Pedrini – Assessor de Imprensa – tel. 3235 7020 / 99981 6795

Wilson Nunes – Autor e Diretor – tel. 99866 6776

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Prefeitura de Vitória - Festival Nacional de Teatro movimenta a capital a partir do próximo dia 13

Publicada em 06/10/2014, às 16h53 | Atualizada em 07/10/2014, às 14h40


festvix-alicePeças de teatro vão invadir palcos, praças e parques de Vitória e animar a plateia. Entre os dias 13 e 19 de outubro, a capital do Estado vai ser a "casa" de 24 espetáculos que integram a programação do 10º Festival Nacional de Teatro 2014, que oferece ao público a oportunidade de assistir a algumas das produções mais interessantes da cena teatral local e nacional, e o melhor, de graça.

Os espetáculos serão apresentados no Theatro Carlos Gomes, no Centro Cultural Sesc Glória, no Teatro Universitário, na Escola Técnica de Teatro, Dança e Música Fafi, no Teatro do Sesi (Jardim da Penha), na praça Costa Pereira, no Parque Municipal Pedra da Cebola e na área externa do Centro Cultural Carmélia.

"Ao chegar à 10ª edição, o Festival Nacional de Teatro reforça sua vocação para o intercâmbio e proporciona a Vitória uma maratona de espetáculos de diferentes estilos e origens. Para a Secretaria Municipal de Cultura, é fundamental também poder realizar o Edital de Espetáculos Locais do evento, de modo a estimular a produção da cidade e seu amplo contato com o público", afirmou a secretária municipal de Cultura, Ana Laura Nahas.

Programação

Dez peças teatrais do Estado fazem parte da programação, que ainda conta com espetáculos vindos do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Acre e Rio Grande do Sul, comprovando a pluralidade do evento. Os ingressos podem ser retirados nas bilheterias dos teatros nos dias dos espetáculos, sempre duas horas antes do início de cada sessão. Cada pessoa tem direito a apenas um bilhete.

Entre os destaques da programação, estão os espetáculos "Alice no País das Maravilhas", com o Grupo Giramundo, de Minas Gerais, e "Mozart Moments", do Grupo Sobrevento, de São Paulo.

festvix-sograA diversidade é um dos trunfos das apresentações locais, reunindo desde "Credores", encenação do Boyásha Trupe de Teatro para o texto clássico de August Strindberg, o experimentalismo da Confraria de Teatro com "Mesas Falam e se Movem", até a comédia "Minha Sogra é de Matar", de Wilson Nunes.

A promoção é da Prefeitura de Vitória, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), com organização da Ratimbum Produções.

Atividades

Além das apresentações, o festival também oferece uma oportunidade de troca para artistas e interessados em teatro. Serão oficinas, palestras e demonstração de trabalhos. Após cada espetáculo, os grupos vão explicar o processo de criação de cada peça.

Homenageados

Junto com a cerimônia de abertura, que acontece na próxima segunda (13), a partir das 20 horas, o festival prestará homenagem a figuras importantes do meio teatral: a atriz Alcione Dias, o enotécnico Antonio Guerra e o iluminador José do Egito.

Matéria relacionada

Festival Nacional de Teatro abre 80 vagas em oficinas gratuitas


Informações à imprensa:

Leonardo Vais da Silva (lvsilva@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3132-8354/ 98818-4490

Com edição de Matheus Thebaldi

Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória–10ª Edição vai começar!

Vai começar a 10ª Edição do Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória. São sete dias de programação teatral, oficinas, intervenções urbanas e palestras.

Quatro palcos, dentre eles, O Theatro Carlos Gomes, O Teatro Universitário, o Teatro do SESI e – o novíssimo – Teatro SESC Glória, terão peças locais e de outros estados sendo apresentadas neles. A Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi também receberá espetáculos, além de ter oficinas funcionando em suas salas. O Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, a Praça Costa Pereira e a Praça da Pedra da Cebola receberão as intervenções urbanas, e as palestras devem ocorrer sempre após os espetáculos apresentados. Os grandes homenageados deste ano são a atriz, diretora e produtora Alcione Dias, o cenotécnico mineiro, que vive há 43 anos em Vitória – ES, Antonio Guerra e o técnico de iluminação José do Egito. O Festival é uma realização da Associação Circense Anjos do Picadeiros e tem produção da Ratimbum Produções. Os ingressos poderão ser retirados nas bilheterias dos teatro, com duas horas de antecedência, sendo que, cada pessoa só pode retirar UM ingresso. O Festival começa no dia 13 de outubro de 2014 (segunda-feira) as 20h00 no Theatro Carlos Gomes com a homenagem e a peça “Alice no País das Maravilhas” do grupo Giramundo (MG) e termina no dia 19 de outubro de 2014 (domingo) as 17h30 – também – no Theatro Carlos Gomes com a peça “Cinderella”, da Ratimbum Produções (ES). Abaixo segue toda a programação do Festival. Boa diversão e bom espetáculos para todos!

cartaz-XFestVixFESTIVAL NACIONAL DE TEATRO CIDADE DE VITÓRIA - 10º EDIÇÃO – 2014
PROGRAMAÇÃO POR TEATRO / 13 A 19 DE OUTUBRO.

Solenidade de abertura Theatro Carlos Gomes, às 20h

THEATRO CARLOS GOMES

DIA: 13 de Outubro de 2014 - Segundas
Espetáculo: “ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS”
Grupo: GIRAMUNDO - MG
Horário: 20H Duração: 1h15min.
Classificação: LIVRE

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: “A NOITE EM QUE BLANCHE DUBOIS CHOROU SOBRE MINHA POBRE ALMA “
Grupo: Grupo Mania da Arte Produção - ES
Horário: 19h Duração: 55 minutos
Classificação: 16 anos

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: VEM BUSCAR – ME QUE AINDA SOU SEU
Grupo: Gota Pó e Poeira - ES
Horário: 19h Duração: 120 minutos
Classificação: 16 anos

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: “UM GRITO PARADO NO AR”
Grupo: Grupo Paiol de Teatro - ES
Horário: 20h Duração: 70 minutos
Classificação: 16 anos

DIA: 17 de Outubro de 2014 - Sexta
Espetáculo: “HUMOR”
Grupo: Quatroloscinco - teatro do comum - MG
Horário: 21h Duração: 45 minutos
Classificação: 12 anos

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: “HOLOCLOWNSTO”
Grupo: Troupp Pas D’argent - RJ
Horário: 21h Duração: 80 minutos
Classificação: 12 anos

DIA: 19 de Outubro de 2014 – Domingo
Espetáculo: “CINDERELLA” - Espetáculo Convidado
Grupo: Ratimbum Produções - ES
Horário: 17: 30 h
Duração: 50 min
Classificação: Livre

TEATRO UNIVERSITÁRIO – UFES

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: “CREDORES”
Grupo: Boyásha Trupe de Teatro - ES
Horário: 20h
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: “COLORIDO AO CINZA”
Grupo: Rumores de Teatro - ES
Horário: 20 h
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: “ASSALTO ALTO”
Grupo: Cia Teatro São Paulo - SP
Horário: 21h
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

DIA: 17 de Outubro de 2014 - Sexta
Espetáculo: “ASSALTO ALTO”
Grupo: Cia Teatro São Paulo - SP
Horário: 19h
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: "FALAS DE UM MIMICO”
Grupo: Luís Louis -SP
Horário: 20h
Duração: 60 min
Classificação: 12 anos

DIA: 19 de Outubro de 2014 - Domingo
Espetáculo: “SCOOBY-DOO E UM MISTÉRIO NA AMAZÔNIA” - Espetáculo Convidado
Grupo: Sociedade Anônima de Teatro
Horário: 16 h
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre

TEATRO SESC GLÓRIA

DIA: 14 de Outubro de 2014 – Terça
Espetáculo: “SOLAMENTE FRIDA” Projeto SESC Palco Giratório.
Grupo: Cia. Garotas Marotas - AC.
Horário: 20h30min
Duração: 1h05 min
Classificação: a partir de 14 anos

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: “MOZART MOMENTS”
Grupo: Sobrevento -SP
Horário: 20:30 h
Duração: 1h
Classificação: Livre

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: “MINHA SOGRA E DE MATAR “
Grupo:
Horário: 20:30h
Duração: 80 minutos
Classificação: 14 anos

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: “ALLADIM” - Espetáculo Convidado
Grupo: JC Produções - ES
Horário: 16 h
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre

TEATRO SESI

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: “O ARQUITETO E O IMPERADOR DA ASSIRIA”
Grupo: Estripolia - ES
Horário: 20h
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: “A COMÉDIA DA PANELA”
Grupo: Teatro Rerigtiba - ES
Horário: 16h
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

ESCOLA TÉCNICA MUNICIPAL DE TEATRO, DANÇA, MUSICA FAFI

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: “MESAS FALAM E SE MOVEM”
Grupo: Confraria de Teatro - ES
Horário: 20 h
Duração: 80 minutos
Classificação: 14 anos

DIA: 17 de Outubro de 2014 - Sexta
Espetáculo: “O OUTRO”
Grupo: Folgações - ES
Horário: 19h
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

TEATRO DE RUA - Intervenção Urbana

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: “RELAMPIÃO”
Local: Praça Costa Pereira
Grupo: Cia Miolo e Cia Pauliceia SP
Horário: 12h
Duração: 60 minutos
Classificação: Livre

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: “O LANÇADOR DE FOGUETES “
Local: Centro Cultural Carmélia Maria de Souza
Grupo: Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar Canoas RS
Horário: 20h
Duração: 60 minutos
Classificação: Livre

DIA: 19 de Outubro de 2014 - Domingo
Espetáculo: “O LANÇADOR DE FOGUETES “
Local: Parque Pedra da Cebola
Grupo: Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar Canoas RS
Horário: 10h
Duração: 60 minutos
Classificação: Livre

OFICINAS

OFICINA A MÍMICA TOTAL: DO SILÊNCIO À PALAVRA.
Ministrante: Luís Louis - Cia Luís Louis - SP
Local: Escola de Artes, Dança e Música - FAFI
Dia: 19 de Outubro (domingo)
Horário: 10 às 13h.
Carga horária: 3 horas
Classificação etária: 18 anos
Vagas: máximo de 20 alunos
Pré-requisito de participação Este workshop é destinado a atores, bailarinos, performers, estudantes de artes Cênicas e apaixonados por Mímica.
Proposta: Um intenso estudo e vivência da arte da Mímica e do Teatro Físico, sob o olhar da Mímica Total, conceito criado por Luís Louis, que entende a mímica como ato de corporificação da vida, integrando pensamento, corpo e voz.

OFICINA: O ATOR INVENTIVIVO
Ministrantes: Luciano Wieser e Grupo de Pernas pro AR
Local: Escola de Artes, Dança e Música - FAFI
Dia: 16 e 17 de Outubro
Horário: 15 às 18h
Carga horária: 6 horas
Classificação etária: acima 16 anos
Vagas: 20 pessoas
Pré-requisito de participação – Atores, Circenses, estudantes
Proposta: A oficina desenvolvida pelo grupo de pernas pro ar está relacionada com a sua experiência prática que nestes mais de 26 anos, vem borrando as linguagens, valorizando a liberdade de criação, proporcionando ao artista a construção da sua obra.
Para colocar em prática esta dinâmica de trabalho que faz uma compilação de variadas linguagem ligada ao teatro, circo, teatro de animação, é necessário que se unam vários processos criativos, relacionamento humano, social, afetivo e artístico;
CONTEUDO PROGRAMÁTICO
· Percepção física - Alongamento e aquecimento físico
· Dinâmicas de espaço e relação corpórea
· Expressão corporal e ritmo.
· Jogos teatrais / Técnicas circenses

OFICINA: O CORPO DO ATOR NA CENA - SESC
Ministrantes: Nonato Tavares
Local: Sala de Dança do Centro Cultural SESC Glória
Dia: 15/10 e 16/10
Horário: 09 a 13h
Carga horária: 8 horas
Classificação etária: a partir de 15 anos
Vagas: 20 participantes
Pré-requisito de participação: Atores e estudantes de artes cênicas.
Proposta: A oficina trabalhará o uso do corpo do ator em cena, através de exercícios específicos, com elementos rítmicos, para composição das diversas formas do corpo, e da relação deste corpo com o espaço, além de exercícios de improvisação.

TEATRALIZANDO O COTIDIANO, OBSERVANDO A CIDADE
Ministrante: Alexandre Kavanji
Local: Escola de Teatro, Dança e Música FAFI
Dias: 16 17,18 de outubro
Horário: manha. 15 às 18h
Carga horária: 09 horas
Classificação etária: a partir de 16 anos
Vagas: 20 participantes
Pré-requisito de participação: Participantes de Grupos de Teatro e interessados.
Proposta: O trabalho de improvisação ( cenas) será proposto à partir do estudo de imagens, estímulos sonoros , observação corporal, extraídos da pesquisa de campo (o cotidiano da cidade) pelos participantes. Os exercícios de aquecimento físico; tonos e relaxamento; prontidão, equilíbrio; coordenação e ritmo, deverão ser realizados em todos os encontros no primeiro horário. A partir das improvisações ( cenas) será proposto aos participantes um exercício de interpretação que será apresentada e avaliada. Será mantida durante todo o processo a estrutura de ensaio teatral. Ou seja , as atividades terão um caráter prático.

PALESTRAS

PROCESSOS CRIATIVOS DA CIA DO MIOLO – ESPETÁCULO RELAMPIÃO.
Dia 15 de outubro
Palestrantes: Alexandre Kavanji
Horário: 17 h
Local: Escola de Artes, Dança e Música – FAFI

DEMONSTRAÇÃO DE TRABALHO/PROCESSOS CRIATIVOS

DIA: 13 de Outubro de 2014 - Segundas
Espetáculo: ‘Alice no Pais das Maravilhas
Grupo Gira mundo - MG
Horário: 21h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: “A Noite em que Blanche Dubois Chorou Sobre Minha Pobre Alma”
Grupo: Mania da Arte Produção - ES
Horário: 19 h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: “Mesas Falam e se Movem”
Grupo: Confraria de Teatro - ES
Horário: 20h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Escola de Teatro, Dança e Musica FAFI

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Terça
Espetáculo: O Arquiteto e o Imperador da Assíria.
Grupo: Estripolia - ES
Horário: 20h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro do SESI

DIA: 14 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: CREDORES
Grupo: Boyásha Trupe - ES
Horário: 20h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro Universitário

DIA: 14 de Outubro de 2014 – Terça
Espetáculo: Solamente Frida Projeto SESC Palco Giratório.
Grupo: Cia. Garotas Marotas / AC.
Horário: 20h30minh (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro SESC Glória

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: A Comédia da Panela
Grupo: De Teatro Rerigtiba - ES
Horário: 16h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro do SESI

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: Vem Buscar – me Que Ainda Sou Seu – ES
Grupo: Gota Pó e Poeira
Horário: 19h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: Colorido ao Cinza
Grupo: Rumores de Teatro - ES
Horário: 20 h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro Universitário

DIA: 15 de Outubro de 2014 - Quarta
Espetáculo: Mozart Moments
Grupo: Sobrevento - SP
Horário: 20:30 h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro SESC Glória

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: “Um Grito Parado no Ar”
Grupo: Paiol de Teatro - ES
Horário: 20h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: Minha Sogra e de Matar - ES
Horário: 20:30h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro SESC Glória

DIA: 16 de Outubro de 2014 - Quinta
Espetáculo: Assalto Alto
Grupo: Cia Teatro São Paulo - SP
Horário: 21h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro Universitário

DIA: 17 de Outubro de 2014 - Sexta
Espetáculo: O Outro
Grupo: Folgações - ES
Horário: 19h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Escola de Teatro, Dança e Musica FAFI

DIA: 17 de Outubro de 2014 - Sexta
Espetáculo: HUMOR
Grupo: Quatroloscinco - teatro do comum - MG
Horário: 21h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: ALADIM
Grupo: JC Produções.
Horário: 16h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro SESC Glória

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: O Lançador de Foguetes
Grupo: Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar Canoas RS
Horário: 20h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Centro Cultural Carmélia

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: "Falas de um Mimico”
Grupo: Luís Louis - SP
Horário: 20h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro Universitário

DIA: 18 de Outubro de 2014 - Sábado
Espetáculo: “Holoclownsto”
Grupo:Troupp Pas D’argent - RJ
Horário: 21h (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

DIA: 19 de Outubro de 2014 - Domingo
Espetáculo: Scooby-Doo e um Mistério na Amazônia
Grupo: Sociedade Anonima de Teatro - ES
Horário: 16h (após o espetáculo) / Duração: 30 min
Local: Teatro Universitário

DIA: 19 de Outubro de 2014 - Domingo
Espetáculo: Cinderella
Grupo: Trupe Ratimbum - ES
Horário: 17h30minh (após o espetáculo) Duração: 30 min
Local: Teatro Carlos Gomes

HOMENAGEADOS

ALCIONE DIAS - ATRIZ
Atriz técnica Cultural Fundou e dirigiu o Centro de Estudos Cênicos e Memória do Departamento Estadual de Cultura do ES, entre 1986 a 1992. Produtora Cultural, produziu filmes, exposições, livros e espetáculos, dentre outros, destacamos, Galvez, o Imperador do Acre e na Vila de Vitória, ambos com direção de Amir Haddad.
Instrutora nas Oficinas de iniciação ao Teatro e produção teatral na Escola de Artes FAFI da Prefeitura Municipal de Vitória.
Atuou em inúmeros espetáculos teatrais, entre eles: “Cenas de Shakespeare” – Gilson Sarmento / -“O Inspetor Geral” – Gogol / “Anchieta / Um Depoimento” – Paulo de Paula / “Antígona” – Luíz Tadeu Teixeira / “Tem Xiririca na Bixanxa” Vital Santos / "A Sereia de Meaipe" – Bob de Paula / “Leitura Dramática As Mãos no Fogo” – Reinaldo dos Santos Neves (direção de Luiz Lima e Participação de Pedro Paulo Rangel / “Meu Caro Jumento” de Patativa do Assaré – Direção Amir Haddad entre outros .
Premio de melhor atriz no Festival Nacional de Teatro de Blumenau com o espetáculo “Jogo de Damas” – Julio Matas.
Fundadora e gestora do Centro Cultural Caieiras - CECAES, OSCIP que tem como missão promover o desenvolvimento e os direitos humanos, a paz e a cidadania, tendo a arte como instrumento. Fundadora e Gestora do Ponto de Cultura Manguerê estando à frente, hoje, da Cia Manguerê de Artes Cênicas.

ANTONIO GUERRA - CENOTECNICO
Mineiro de Manhuaçú, Antonio Guerra Filho chegou a Vitória, no Espírito Santo, em 1971, para trabalhar na área da construção civil. Aos 35 anos, foi um dos responsáveis pela reforma do Teatro Carlos Gomes no mesmo período em que foi criada a Fundação Cultural do Espírito Santo. Começava ali um sonho.
O seu primeiro grande trabalho foi em 1993, quando foi convidado para desenvolver todo cenário do filme Vagas para Moças de Fino Trato (Direção de Paulo Thiago).
Projeto que abriu portas e, em 1994, desenvolveu todo cenário do filme do seu segundo maior trabalho, Lamarca, (Direção de Sérgio Rezende). O mais recente foi, em 2005, no filme O Amor Está no Ar ( Direção de Remi Bezançon). Paralelamente, trabalhou como funcionário do Estado do Espírito Santo por 28 anos no Theatro Carlos Gomes.
Com a sua aposentadoria, em 2000 foi convidado para construção do teatros pelo Estado e não parou por aí. Nos últimos dez anos, foram construídos mais de 15 teatros no interior do Estado onde ele esteve à frente do projeto. Alguns deles foram o do Carmélia, Castelo, Cachoeiro de Itapemirim, Sesi de Jardim da Penha, Guaçuí, Jerônimo Monteiro, Muqui, Mimoso do Sul, Rio Novo do Sul, Alegre, UVV, SCAV, Itaguaçú.

JOSE DO EGITO - TÉCNICO DE ILUMINAÇÃO.
Iniciou o trabalho na TV Educativa com câmera men e logo depois foi transferido para o Teatro Carlos Gomes, assumindo a função de Iluminador e por lá ficou durante 20 anos , onde acompanhou diversos espetáculo Locais e Nacionais entre eles: –“O Inspetor Geral”, “Antígona” , “Tem Xiririca na Bixanxa”, entre outros e artistas com Fernanda Montenegro, Roberto Pirilo, José Mayer…

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Prefeitura de Vitória - Notícia: Grupos e artistas podem inscrever espetáculos no Festival Nacional de Teatro

Grupos e artistas podem inscrever espetáculos no Festival Nacional de Teatro

Publicada em 11/08/2014, às 17h43 | Atualizada em 13/08/2014, às 15h07


TEATRO SESI - FESTIVAL DE TEATRO
Yuri Barichivich
Estão abertas até o dia 24 de setembro as inscrições para a 10ªedição do Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória. O evento acontece de 13 a 21 de outubro, com entrada gratuita.

Entre os inscritos, serão selecionados 10 espetáculos de teatro na categoria adulto: palco, rua e espaço alternativo. Cada grupo ou artista selecionado receberá o prêmio no valor de R$ 6 mil.

Os interessados devem se inscrever no Protocolo Geral da Prefeitura de Vitória, na avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927, Bento Ferreira.

As inscrições pelos Correios deverão ser enviadas para a Secretaria Municipal de Cultura: rua 13 de Maio nº 47 – 4º andar – Centro – Vitória/ES – CEP. 29015– 280, postadas até o dia 19 de setembro de 2014, com indicação no envelope: "Festival Nacional de Teatro – Cidade de Vitória – 10ª Edição".

Objetivos

O festival tem como objetivos o desenvolvimento cultural do município, a reflexão e difusão da produção teatral brasileira, bem como proporcionar a apresentação de espetáculos teatrais do Estado em Vitória e contribuir para a formação de plateias. O evento tem o apoio da Prefeitura de Vitória, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc).

Apresentações

Os espetáculos serão apresentados no Theatro Carlos Gomes, Teatro Universitário da Universidade Federal do Espírito Santo, Teatro do Sesi, Museu Capixaba do Negro (Mucane), Escola Técnica de Teatro, Dança e Música Fafi, além de praças e parques da cidade.

Seleção

Os trabalhos concorrentes serão examinados pela Comissão de Seleção Especializada, a ser formada por quatro representantes: um da Secretaria Municipal de Cultura, um da Secretaria Estadual de Cultura, um do
Conselho Municipal de Políticas Culturais de Vitória e um membro da produção executiva do festival.

A comissão selecionará os trabalhos de acordo com a relevância e mérito segundo os seguintes critérios: excelência artística do espetáculo, diversidade cultural da produção de teatro local e qualificação dos artistas envolvidos.

Informações à imprensa:

Bartolomeu de Freitas (bbfreitas@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3132-8354 / 98825-1411

Com edição de Secom - Prefeitura de Vitória

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/noticia/grupos-e-artistas-podem-inscrever-espetaculos-no-festival-nacional-de-teatro-15346

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Musical Infantil “Anjos e Abacates” no Má Companhia

ANJOS E ABACATES - foto de Tiago ZanoliNeste fim de semana começa a temporada do musical infanto-juvenil ANJOS E ABACATES, do grupo REPERTÓRIO ARTES CÊNICAS E CIA.

O espetáculo ficará em cartaz até o fim de agosto, com apresentações aos sábados e domingos sempre às 17 horas.

SINOPSE:

ANJOS E ABACATES - foto de Tiago Zanoli 2Anjos e abacates é um convite ao universo infantil e sua amplitude imaginativa, como um alívio ao excesso de informação dos dias de hoje. Através de jogos e costumes de crianças de um tempo que ficou na lembrança, temos ao fundo uma brincadeira de rádio em um quintal, onde quatro meninos se multiplicam em diversos personagens criando e recriando histórias e lugares.

SERVIÇO:

16 e 17/08 – 17 h

23/08 – 17h

30/08 – 17 h

31/08 – 15h (sessão extra) e 17 h

Local: MÁ COMPANHIA - Rua Professor Baltazar, 152, Centro, Vitória – ES.

Ingresso: R$ 20,00 (R$10,00)

Reserve seu ingresso na “lista amiga” e pague meia entrada.

Reservas pelos tels 98168-0919 (tim) ou 99238-9087 (claro) ou

www.facebook.com.br/RepertorioArtesCenicas

FICHA TÉCNICA

Texto EID RIBEIRO

Direção CHICO ANÍBAL

Cenografia e Bonecos DUDU GUIMARÃES

Músicas EDIVAN FREITAS/ EID RIBEIRO

Elenco

LÉIA RODRIGUES – Caxeta

DUDU GUIMARÃES – Turquinho

ELIAS AQUINO – Marolo

RENAN OAKS – Mosquito

DEB SCHULZ - Dona Florzinha

Assistente de Direção – NÍCOLAS CORRES

Preparação Corporal – ROBERTA PORTELA

Preparação Vocal – EDIVAN FREITAS E ALINE HRASKO

Produção Executiva – NIEVE MATOS

Iluminação – ANDRÉ STEFSON

Figurino – CHICO ANÍBAL e GRUPO

Fotos – TIAGO ZANOLI

PRODUÇÃO – REPERTÓRIO ARTES CÊNICAS

Contato: 27- 99238-9087 / ciarepertorio@gmail.com

quarta-feira, 23 de julho de 2014

era pra ser brígida: Inscrições para o Concurso Meu Evento Tem Acesso - 2014



O evento inscrito deve ser realizado entre os meses de setembro e dezembro de 2014, de forma virtual ou presencial (em qualquer município do País).

Os eventos devem ter a temática de apresentações artísticas (mostra, festival, show, exposição, festa, concerto, peça, entre outros), Fóruns, Congressos, Seminários e/ou Prêmios.

Nome do Edital: Meu Evento Tem Acesso – 2014

Quem promove: Blog Acesso e Instituto Votorantim

Objeto: Apoiar a divulgação e repercussão de eventos culturais que tenham o seu tema, formato e/ou estrutura alinhadas à causa da democratização cultural.

Quem pode participar: Poderá participar do Concurso qualquer pessoa jurídica e física (maior de 18 anos), residente e domiciliada no Brasil, que seja responsável pela produção de eventos culturais.

Aporte: O evento mais votado pelos usuários do Facebook será o ganhador do Concurso “Meu evento tem Acesso” e será premiado por meio de ações de comunicação, articulação e mobilização promovidas pelo Blog Acesso e por sua rede de parceiros.

Prazos:As inscrições podem ser feitas até 01 de agosto de 2014.

Aporte: O vencedor receberá apoio em forma de ações de comunicação, articulação e mobilização promovidas pelo Blog Acesso e por sua rede de parceiros como, por exemplo, produção de matérias e apoio de assessoria de imprensa. Não haverá investimento de recursos financeiros do Blog Acesso diretamente no evento.
O blog Acesso irá apoiar o plano de divulgação do evento, enquanto este divulgará a marca do Blog Acesso durante sua realização e divulgação.

O que deve ser apresentado: Os eventos interessados em participar deverão preencher a ficha de inscrição online em blogacesso.com.br.

Mais informações: Os eventos participantes concordam com a divulgação das informações relativas às suas atividades, para efeito de viabilizar a etapa de votação pública do evento. Caso algum dado precise ser sigiloso, essa observação deve estar clara na ficha de inscrição do evento. Para dar oportunidade a outros participantes não poderão se inscrever os eventos vencedores das edições passadas do Meu Evento tem Acesso.
Em caso de dúvidas ou dificuldades para realizar a inscrição, o evento poderá contatar o atendimento do Concurso “Meu evento tem Acesso”, pelo e-mail contato@blogacesso.com.br ou pela seção Contato do Blog Acesso.

Sobre a Instituição: O blog Acesso é uma iniciativa do Instituto Votorantim voltada para a troca de ideias, além da geração e qualificação de conteúdos relacionados à democratização cultural no Brasil.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Na Coxia: “desabafo” do ator

Ontem (01/07/2014), no Facebook, vi dos belos desabafos de dois grandes atores que atuam fazendo teatro no Espírito Santo, a atriz Karina Americano e o ator, diretor e professor Leonardo Patrocínio.

Ambos tem trabalhos dos mais variados, desde comédias a dramas, no cenário teatral do estado. Fazendo trabalhos além dos palcos, como no cinema, também.

Eu pedi a ambos permissão para publicar seus desabafos no espaço “Na Coxia” do blog Teatro Capixaba, que seguem abaixo.

Um adendo: O ator Leonardo Patrocínio, que também já deu aula na Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi, gostaria de deixar claro que, nessa área, eu também encontrei profissionais éticos e qualificados. Porém, tive que relatar minhas percepções sobre a relação que muitos outros dessa mesma área estabelecem com os atores locais: preconceito, desconhecimento. Não conseguem enxergar potencial em atores locais.

Abaixo segue o que eu chamo de desabafo dos artistas. Abraços a todos!

Karinha Americano:

Karina Americano“Com meus 20 anos de carreira como atriz, vejo que nosso mercado tem crescido bastante. Mas ainda continuo a me perguntar: Porque você CAPIXABA não agrega a cultura local na sua vida social e/ou profissional?
“Passou da hora de nós artistas sermos valorizados!!
”Somos a NOSSA empresa, somos NOSSOS próprios empreendedores, se uma empresa precisa consertar uma parede compra o material necessário (tinta, massa corrida. .. enfim) A NOSSA precisa de dermatologista, cabeleireiro, manicure, dentista e muito conhecimento. E tudo isso é bem caro, capixaba não sabe o que é apoiar, patrocinar um artista e por isso temos muuuuitos gastos na nossa empresa e nos cursos e workshops por aí a fora.
“Isso tudo me fez repensar num estalo quando vejo um belíssimo comercial do governo do estado do Espírito Santo onde temos vários figurantes (que são atores) locais e os atores protagonistas são de outro Estado.
”Não desmerecendo o rapaz e nem a moça que ali aparecem mandando muito bem, mas sim o descaso com nós artistas capixaba, pois temos excelente atores e atrizes altamente capacitados para o job e no mesmo perfil que ali aparecem.
”Não me importa saber se era a proposta do roteiro colocar pessoas conhecendo o estado, pois trabalhamos com o lúdico, o faz de conta. E quem disse que conhecemos todas as maravilhas deste estado?
“Está na hora das Agências de publicidade, das Produtoras de vídeos, dos Clientes principalmente dos órgão públicos do Estado do Espírito Santo entenderem que somos muito bons no que fazemos, estudamos, batalhamos para manter a NOSSA EMPRESA e precisamos de TRABALHO.
”Outra informação importante: com o artista local você não precisa pagar hospedagem e nem passagem aérea, ou seja, custo benefício bom para todos.
”Somos atores e sabemos que a TV nos abre muito mais mercado.
”Fique de olho na cultura que é sua e é nossa. Entre mais em contato onde você vive.
”Vá ao teatro assistir peças locais. Pois confesso NUNCA ver vocês na platéia!
”Queremos parceiros.
“Queremos trabalhos.
”Conto com o apoio de todos os atores e atrizes capixabas para que essa informação chegue ao conhecimento de pessoas dos setores de comunicação do Detran, prefeitura, governo, e e etc. ..., das agências de publicidade e das produtoras de vídeos que são super parceiros (afinal quem define o artista é o cliente). Peço também o conhecimento no Satedes Sindicato Dos Artistas juntamente com a presidente Veronica Gomes que tenho certeza que vai abraçar mais essa luta artística”.
#ValorizeArtistaCapixaba #QueremosTrabalho #TvPublicidadePropaganda

Leonardo Patrocínio:

leonardo patrocínio“Entendo claramente seu desabafo artístico Karina Americano.
”Sei do seu potencial como atriz, pois acompanho sua trajetória há anos.
”E compartilho seu desabafo porque concordo com sua crítica. Peço licença para incluir algumas considerações...
”Desde 2007, faço trabalhos como ator em campanhas de publicidade/propaganda aqui no Espírito Santo. Vivi situações em que fui muito respeitado, MAS vivi também situações toscas em que fui grosseiramente tratado por pessoas que trabalham nesse meio. Motivo ? Ser um ator local.
”Então, quanto àqueles que me ofereceram oportunidade de trabalho nesse ramo e com quem tive boas relações durante anos, OBRIGADO.
“Porém, há uma parcela (talvez a maior parcela) de pessoas que atuam nesse mercado que olha para o ator local com certo desdém, preconceito ou ainda com o terrível olhar de piedade.
”Essas situações tão antagônicas nos revelam alguns pontos:
”- Sim, há possibilidades de atores locais terem espaço neste ramo, mas há profissionais que infelizmente BARRAM essas mesmas possibilidades quando podem. Quem são eles? Não tenho como saber claramente, pois essas decisões passam longe do ator.
”- Há um grande DESCONHECIMENTO de alguns profissionais da área sobre o que seja o trabalho de ator/atriz e principalmente sobre como é a nossa FORMAÇÃO. E que investimos alto nisso (sim, nós gastamos dinheiro pagando cursos, comprando livros, fazendo videobook, portifólio, foto, etc)
”- Há uma abertura de "perfis" quando se escrevem roteiros publicitários? Que homens, mulheres, crianças, jovens, idosos estão representados nesses comerciais? Temos uma grande diversidade étnica aqui no Estado, porém essa amplitude ainda não se faz presente nos comerciais. Pelo que vejo, muitos deles ainda reverberam clichês.
”Poderia ficar aqui citando vários outros pontos que tenho percebido nestes últimos 07 anos em que trabalhei em comerciais. Mas, a lista é grande e confesso que muito me cansa relembrar situações e convites como:
(com devidas ironias)
”- Oi Léo. Você foi selecionado. Adoraram seu teste. Vamos fazer amanhã. É uma figuração, gravando no sol o dia todo. Se não der tempo a gente continua no dia seguinte. É uma campanha grande. Vai ter uma grande veiculação na mídia. Ah, o cachê? R$ 50. Leva sua roupa mesma pra usar como figurino. (Oi ???)
”- Alô, Léo, vc passou. Parabéns, quirido. Vamos fazer comercial de TV, Banner, flyer, internet. Comercial com texto. O cachê é 100 reais. Eu sei, Léo, é pouco. A gente está com o orçamento curto. Mas, no próximo trabalho eu tento compensar esse. (A pessoa fala com tanta educação que vc se comove... Aí, vc faz... No dia da gravação, ela nem olha na sua cara, o diretor te odeia porque vc é um ator local famosamente desconhecido. Ainda assim, vc ergue a cabeça, grava tudo direitinho, a equipe de filmagem te adorou porque vc não errou nenhuma fala, fez tudo o que o diretor pediu. Sabe o que acontece? Ela nunca mais te liga. Não te chama para nenhum trabalho e ainda fala mal de você.. E aquela história de compensar o cachê em outros comerciais? Era mentira, fofo).
”- Ah, você que é o cara? (Que cara?).
”Ah, me falaram muito bem de você. (Obrigado).
”Vamos fazer o teste então? É só falar esse texto aqui olhando pra câmera. (Aí, o cara te entrega páginas de texto. Vc se esforça pra memorizar, pois ele só te deu 10 min. Decorei o que pude e mandei ver. Não errei nada na gravação e desenvolvi muito do que tinha aprendido nos cursos que tinha feito. O cara coça a cabeça e fala com cara de decepção..).
”Não imaginava que você era bom mesmo. (Não entendi aquilo. Mas daqui a pouco explico...).
“Vamos gravar de novo? (Eu disse ok. Daí em diante, ele boicotou todas as vezes não me deixando terminar o texto).
“Qualquer coisa a gente te liga! (Não passei no teste. Mas, nunca saberei se fui bem ou mal, porque depois eu DESCOBRI que era uma farsa. Já havia um ator escolhido. Precisavam de testes ruins para mostrar ao cliente que o escolhido tinha a melhor performance. Esse foi cruel. Nunca mais voltei lá).
”Não estou aqui querendo dizer se eu devo ou não ser escolhido garoto propaganda. A questão é muito maior: o desconhecimento sobre o trabalho do ator e o estigma de que ator local é ator ruim.
”Enfim, quem me conhece, sabe o quanto estudo, busco aprimoramento e qualificação.
“Estudei em São Paulo, no Rio de Janeiro e aqui em Vitória. Nunca vou parar de estudar.
”Tenho seguido minha carreira no teatro e no cinema por aqui. Lá se vão quase 15 anos.
”Quanto aos comerciais... ainda enfrentamos uma postura do: ‘Vc não precisa receber cachê digno. Como você é um ator local, fique feliz pela oportunidade de aparecer na TV’.
”(Como é que é? Fala sério! )
”Também desejo que essa realidade mude.
”Respeitem os artistas locais”.

Vem aí “Diário” na FAFI

modelo2“Diário” é  uma  adaptação  livre  do  conto O Diário de um Louco,  do  escritor russo  Nicolai  Gógol.  O  espetáculo  traz  ao  público  uma  reflexão  sobre  a  loucura abordando  situações  reais  que  aproximam  o  espectador  da  realidade  de  um  doente mental, refletindo assim, a sua própria situação como cidadão. Este produto é o resultado final de uma pesquisa iniciada em 2011, e que neste ano, se tornou o trabalho de conclusão de curso do intérprete-criador Diego Carvalho na Faculdade de Dança da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). IMG_6170Intenso e com certo humor ácido, o espetáculo é uma metáfora sobre a alienação onde o real e o fantástico se misturam, mostrando de forma cruel o sofrimento da personagem que tem a identidade estilhaçada devido a rapidez da doença.

O trabalho versa sobre o homem. Mostra o extremo entre a lucidez e os nossos delírios  rotineiros.  O  ser  humano  é  colocado  em  questão.  Em  cena,  encontra-se  um corpo que não obedece mais as injunções sociais e está entregue ao delírio, à invenção, IMG_6415à  quase improvisação  sempre  associal,  sem  razão  e  que  devido  a tudo isso  não  existe integralmente;  se  recria  num  corpo  liberto  de  formas,  com  movimentos  soltos,  numa “pintura  abstrata”,  um  borrão.  Um  corpo  que  cria  um  mundo  novo  para  fugir  da realidade que é muito terrível para  si, buscando um lugar “ideal” dentro desse mar de Sinestesia,  inquietações,  indagações,  questionamentos  são  alguns  dos ingredientes  deste  presente  trabalho,  que  surgiu  no  ambiente  acadêmico  e  que  agora avança ao encontro daqueles que amam e vivem verdadeiramente a arte para uma troca incessante de atravessamentos, experiências e vivências.

Sinopse

IMG_6424Que é que te faz imaginar que não há, além de ti, nenhuma pessoa decente? Suspeito há muito tempo que o cachorro é mais inteligente do que o homem... Por toda parte, tudo o que há de melhor no mundo é para fidalgos da corte ou generais... Pois o que esses patriotas querem são rendas e nada mais! Vendem a mãe, o pai, o próprio Deus, por dinheiro; são uns ambiciosos, uns vendilhões de Cristo! O inglês é um grande político. Insinua-se por toda parte”. Nicolai Gógol

IMG_6579Ficha Técnica:

Concepção, Direção e Interpretação: Diego Carvalho

Supervisão: Maria Inês Galvão

Direção de Cena e Iluminação: Vitor Hugo

Direção Musical: Caio Souza

Direção de Movimento: Mariana Gomes

Direção de Arte: Laura Storino

Ass. de Cenografia e Figurino: Flávia Cristino

Fotografia:  Alessandra Queiroz

Realização: Cia Black-Tie

Serviço:

Data: 19 e 20 de julho

Horário: 19h00

Local: Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música FAFI

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)

Capacidade: 40 pessoas

Duração: 50 minutos

Recomendado para maiores de 12 anos

Informações: E-mail: ciablacktie@gmail.com

Facebook: facebook.com/CiaBlackTie

 

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Inscrições para o Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória devem começar em julho.

Festival Nacional de Teatro movimenta Vitória com peças, oficinas e palestras

Ator carregando diversas bolsas em cena

O Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória, realizado desde 2005, busca divulgar as artes cênicas para os moradores de todo o estado. Iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), começa sempre no dia 13 de outubro e conta com peças nacionais e capixabas, que são encenadas nos teatros Carlos Gomes, José Carlos de Oliveira (Carmélia), Universitário, Fafi e do Sesi, e em outros espaços públicos da capital.

Além dos espetáculos, integram o festival palestras, oficinas (destinadas à iniciação ou aprimoramento teatral). Há também os momentos em que artistas de fora do estado falam sobre o trabalho deles, abordando linguagem, produções, dificuldades e outros assuntos.

A participação em todas as atividades do evento é gratuita.

Inscrições

Atores e grupos do Espírito Santo podem inscrever suas peças. A época de inscrição, as normas e outras informações são divulgadas por meio de edital publicado na imprensa, normalmente no mês de julho. Uma comissão é responsável por selecionar nove peças locais, que serão exibidas durante o evento. Os espetáculos nacionais são escolhidos por uma curadoria.

O festival enfatiza a diversidade cultural. Por isso, têm prioridade artistas e grupos dotados de diferentes linguagens e origens regionais.

Boneco marionete vestido de rapaz segurando uma rosa

Todos os grupos que se apresentam são premiados com a réplica do Theatro Carlos Gomes, criada pelo escultor local José Nilson Araújo de Almeida, o Camisão. O Theatro Carlos Gomes é tido como o símbolo das artes cênicas capixabas.

Mais informações

Secretaria Municipal de Cultura

Gerência de Produção e Difusão Cultural
Telefone: (27) 3132-2064
Subsecretaria de Cultura
Telefones: (27) 3132-2067 e 3132-2076

Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas

Fotos: André Sobral e Adriano Horta

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/semc.php?pagina=festivaldeteatro